Tag : release 12.1.2310
0
Posted by Admin HF

Atualização de release 12.1.2310 TOTVS

Release 12.1.2310 PROTHEUS TOTVS

Saiba o porque atualizar release PROTHEUS e quais novidades poderá contar

A HFCONSULTING, consultoria homologada TOTVS apresenta as novidades e processos na release 12.1.2310 e apresenta o que deixam de funcionar na release 12.1.2210.

O QUE FALAREMOS NESTE POST ?

Inovações da release 12.1.2310 TOTVS PROTHEUS

Pré requisitos para atualização de release 12.1.2310 TOTVS PROTHEUS

Novas funcionalidades atualização de release Protheus 12.1.2310

O que deixa de funcionar na atualização de release 12.1.2310

Benefícios de um ambiente atualizado

SOBRE ATUALIZAÇÃO DE RELEASE PROTHEUS 12.1.2310

Sobre release

  • Acesse a página que contém o passo a passo sobre o Upgrade de Release do Protheus 12.
  • Desde o release 12.1.2210, é OBRIGATÓRIO o uso dos arquivos de infraestrutura (dicionários, menus, usuários, etc.) no Banco de Dados.
    • Para migrar para o Banco de Dados, clique aqui e veja o passo a passo.
    • Caso queira iniciar um novo ambiente diretamente no Banco de Dados, clique aqui e veja o passo a passo.
  • Desde o release 12.1.2210, os dicionários de dados para tabelas (SX2) e para campos (SX3) do sistema, passam a ter tratamento de chave única. 
    • Com a implementação de tratamento de chave única para os dicionários de tabelas (SX2) e campos (SX3), eventuais duplicidades destes dicionários podem acarretar problemas na atualização do release. Para mitigar estes problemas, é fortemente recomendada a verificação da integridade de registros duplicados antes da atualização do release, através da ferramenta CHECKDUPL.
    • Clique aqui para conhecer a ferramenta de verificação da integridade de registros duplicados.
  • Melhoria na atualização de release

    Melhoria na atualização do release

    A partir do Release 12.1.2310 (Outubro/23), teremos uma melhoria na atualização para o release mais atual.

    Atualmente quando há expedição de um novo release, são expedidos dois artefatos para a atualização de dicionários, são eles:

    • O arquivo de dicionário completo (SXSppp.TXT onde ppp é o país. Ex. SXSBRA.TXT)
    • O arquivo de dicionário diferencial (SDFppp.TXT onde ppp é o país. Ex. SDFBRA.TXT)

    O arquivo de dicionário diferencial (SDF) permite que um cliente que esteja em qualquer release da versão 12, atualize diretamente para o último release, sem a necessidade de passar por releases intermediários. Por exemplo, um cliente que esteja no release 12.1.17 (dezembro/18) não tem a necessidade de atualizar para o 12.1.23, depois 12.1.25, e assim por diante, ele consegue atualizar diretamente para o 12.1.2310, com esse arquivo de dicionário diferencial (SDF).

    Para que isso seja possível, é feita uma série de avaliações de cada release, e que necessita de um certo tempo para serem realizadas.

    A partir do Release 12.1.2310 (Outubro/23), teremos dois arquivos de dicionário diferenciais (SDF) diferentes, além arquivo de dicionário completo (SXS).

    Apesar se terem a mesma nomenclatura, eles terão funções diferentes:

    • Teremos um arquivo de dicionário diferencial (SDF)  geral que permitirá que cliente que não esteja no release corrente, atualize diretamente para o último release.
    • Teremos um arquivo de dicionário diferencial (SDF) novo e específico que permitirá que apenas o cliente que esteja no release corrente, atualize para o último release.

    Este segundo arquivo de dicionário diferencial (SDF), conterá apenas as alterações entre o release corrente e o novo release.  Exemplificando, se o release corrente é o 12.1.2210 e o novo release é o 12.1.2310, este arquivo terá apenas as alterações entre o release 12.1.2210 e o 12.1.2310. E somente um cliente que esteja no 12.1.2210 poderá utilizá-lo para atualização. Ele não servirá para um cliente que esteja em um release anterior.

    Com isso, os clientes que estiverem utilizando o último release corrente e utilizarem este novo arquivo de dicionário diferencial (SDF), precisarão de uma janela menor de tempo de atualização. 

    Ambos os arquivos estarão disponíveis no Portal do cliente, com a respectiva descrição de qual a sua finalidade.

  • Nova Central de DiagnósticoA Central de Diagnóstico é um painel central que reúne informações sobre o ambiente Protheus, gerenciamento de rotinas e atualizações. Ela permite monitorar parâmetros de rotina e avaliar a saúde do hardware, simplificando o gerenciamento e fornecendo dados essenciais para garantir o funcionamento otimizado do software.Essa funcionalidade representa uma evolução da antiga tela de ‘Diagnóstico’ (acessada com Shift + F6), visando oferecer uma apresentação mais clara e abrangente para a realização de diagnósticos no Protheus. Veja a documentação clicando aqui.

Calendário – Próximos Releases

ciclo de vidas totvs . Atualização de release protheus
Atualização de release Protheus

PRÉ-REQUISITOS

IMPORTANTE

Pontos importantes

♦ Esta documentação é válida a partir do Release 12.1.2310 do Protheus com dicionário no banco de dados, considerando os bancos de dados SQL Server, Oracle e PostgreSQL.

Consulte as especificações dos bancos de dados homologados para o Protheus, dos sistemas operacionais homologados para o Application Server e para o SmartClient.

♦ Os valores aqui descritos serão revisados levando em consideração dados coletados em conjunto com os clientes piloto.

Balanceamento de carga

É fortemente recomendado o uso do Broker para realizar a distribuição dos serviços, que inclui a funcionalidade nativa de proxy reverso. O Broker distribui as threads de acordo com a afinidade de memória RAM e CPU, evitando a sobrecarga de recursos de um servidor. O balanceamento tradicional, em comparação, não utiliza o proxy reverso e pode acarretar em erros de sincronismo entre o SmartClient e o Appserver.

◊ Balanceamento de carga com broker

◊ Como realizar uma configuração básica de broker?

Note que: O balanceamento de carga tradicional “Load Balance” será descontinuado.

Para o ERP

Para o uso do Protheus com até 100 usuários, utilize 8 núcleos (8 core processor) da linha Intel ou AMD tecnologia x64, com o clock mínimo ou superior a 2.3 Ghz.

Quantidade de usuários

Threads em execução pelo Scheduler ou Jobs  também são consideradas como usuários. Leve isso em consideração ao realizar o sizing.

As seguintes tabelas exibem as recomendações para a(s) máquina(s) que executará(ão) o ERP Protheus, com até 100 usuários. Acima desta quantidade, é recomendável que seja realizado o dimensionamento por projeto.

Memória RAM

22GB
Tamanho mínimo do volume (Sistema Operacional) 120GB

Tamanho mínimo do volume (ERP)

250GB

Throughput de escrita mínima do disco (SSD – ERP)

96  MB/s

Throughput de leitura mínima do disco (SSD – ERP)

48  MB/s

Placa de rede 

1 gigabit

Quantidade 

Nome do serviço

01 AppLicense Server

01

Broker AppServer (conexões via WAN/LAN)

01 AppServer (secundário)

01

AppScheduler

01 AppWebService

01

DBAccess

LockServer

♦ A partir da release 12.1.2210, não é necessário o uso do LockServer em ambientes Linux; este serviço será descontinuado em releases posteriores.

♦ Note que: O Lockserver é um serviço exclusivo para ambientes Linux.

Métricas de Memória

O valor de 135MB foi calculado de acordo com a média do consumo constatada nos testes, baseado nos dados por conexão do ERP. Para cenários com customizações, estime cerca de 30% adicionais caso o valor padrão não atenda às suas necessidades.

Este sizing se aplica para ambientes normalizados, indicando o hardware mínimo para o uso do ERP. Customizações que consumam recursos de maneira inadequada podem afetar o sizing, de acordo com a exigência computacional do programa. Caso o consumo de recursos seja muito superior à esta estimativa, realize a análise de seu ambiente para identificar e se obter o entendimento da rotina com maior uso de memória, e se é possível alterá-la para otimizar o consumo de recursos.

O consumo de memória do ERP exibido neste documento foi calculado utilizando a regressão linear (Regressão linear: é o processo de traçar uma reta através dos dados em um diagrama de dispersão) dos dados coletados nos clientes piloto da release 12.1.2310.

Como calcular a memória mínima de um host para 100 conexões feitas em um appserver?

  • 100 usuários x 135 MB = 13500 MB = 13,5GB (consumo no appserver) + 4GB (DBAccess, License) = 17,5GB.
  • 18GB para o ERP + 4GB reservado para o Sistema Operacional (mínimo recomendado).
  • Chegamos ao cálculo dos 22GB do Host supracitado.

Para análise e acompanhamento do consumo de memória por rotina, pode-se utilizar as seguintes chaves no appserver.ini: DebugThreadUsedMemory e ServerMemoryInfo.

Confira também as ferramentas para fazer o monitoramento de seu ambiente.

Consumo do AppServer

Com a evolução do binário, o comportamento em estudo chegou a 500 conexões simultâneas nos testes de benchmark. Recomendamos, no entanto, que cada Appserver seja dimensionado para até 120 conexões simultâneas para se ter uma margem de segurança. Todos os clientes que passam pela engenharia tem como recomendação reduzir a quantidade de appserver, respeitando a margem de segurança.

E qual é o cenário ideal de conexões por appserver?

Para uma melhor experiência com o produto, recomendamos usar entre 80 a 120 usuários simultâneos. Desta forma, o mapeamento de RPO no appserver é otimizado, garantindo melhor consumo de recursos.

Para o banco de dados

Utilize processadores com 8 núcleos (8 core processor) da linha Intel ou AMD tecnologia x64, com o clock mínimo ou superior a 2.3 Ghz.

A seguinte tabela exibe as recomendações para a máquina que executará o banco de dados.

Memória RAM

42 GB
Tamanho mínimo do volume (Sistema Operacional) 120GB

Tamanho mínimo do volume (Database)

500GB

Throughput de escrita mínima do disco (SSD – Database)

144 MB/s

Throughput de leitura mínima do disco (SSD – Database)

96 MB/s

Placa de rede 

1 gigabit

Performance de IOPS

Quanto maior o valor de IOPS, melhor o desempenho do disco. Para exemplificar melhor esta proporção, verifique os dados da tabela abaixo:

Para a release 12.1.2310 é recomendo o uso de volumes com SSD.

Disco 7.200 RPM SATA 

~75-100 IOPS (não Recomendado)

Disco 15.000 RPM SAS

~175-210 IOPS (não Recomendado)

Disco SSD simples (primeira geração) SATA 3 Gb/s

~8.600 IOPS (Recomendado)

Disco SSD Nova Geração 6Gb/s

~85.000 IOPS (Preferencial)

Storage: Pontos importantes

  • Não recomendamos o uso de discos SATA 7.200 RPM, discos SAS 10.000 e 15.000 RPM.
  • Não recomendamos o uso de conexão iSCSI de 1GbE, mas sim, no mínimo, canais de 10GbE para o uso iSCSI.
  • Em caso de uso de storage com suporte ao TIER, utilize, de preferência, Tier 0, Tier 1 e Tier 2. Porém, é necessário validar a tecnologia de cada Storage, em alguns casos o cache da Storage pode suprir a necessidade do ambiente.
  • Na camada do Sistema Operacional é importante verificar se a média de escrita ou leitura se mantém inferior a 20ms.
  • Não recomendamos o uso do Protheus no modelo Tier 3 pela sua baixa performance, tanto para o banco de dados quanto para a aplicação, pois o mesmo é se aplica para cenários de backup, que não terão muito acesso em disco.
  • Algumas Storages indicam o Tier 2 somente para backupVerifique a documentação de cada fabricante para conferir qual Tier é indicado para o ambiente de produção.
  • Em Storages com tecnologia mais antiga, os Raids indicados são 5, 10 e 50. Porém, as storages mais recentes apresentam novas tecnologias de cache que aceleram o acesso aos dados. Analise a documentação de cada storage para verificar o melhor raid ou tier para seu cenário.

Consulte também as páginas referentes à ajustes recomendados para VMWare e à ajustes recomendados para Hyper-V.

 

NOVAS FUNCIONALIDADES

O QUE DEIXA DE FUNCIONAR

Lista consolidada das funcionalidades que não funcionam e que ainda deixarão de funcionar.

BENEFÍCIOS DE UM AMBIENTE ATUAIZADO

Legislação

Para garantir que a sua empresa está respeitando as todas as regras legais e fornecendo as informações corretamente, a TOTVS realiza manutenções frequentes nas suas soluções, tudo para manter o seu negócio em dia com as obrigações fiscais.

Conheça o Espaço Legislação TOTVS e fique por dentro das novidades e atualizações da legislação brasileira, nas áreas fiscal, previdenciária, tributária e trabalhista

Clique aqui 

Reparos de não conformidade

Pacotes de manutenção periódicos garantem o bom funcionamento dos sistemas para os clientes que mantém

as soluções atualizadas.

Melhorias e Evolução Tecnológica

Melhorias e inovações que tornarão seu negócio mais rentável, eficiente e competitivo. Com as atualizações periódicas, a inclusão de inovações e melhoria das soluções TOTVS estão garantidas para atender as necessidades específicas ou pontuais de seu negócio e segmento. Incorporando as melhores práticas de produtividade desenvolvidas especialmente para os clientes TOTVS.

Solicite uma proposta

Desde 1999 atualizando Protheus da versão 4 ate hoje no release 12.1.2210






    What is 9 x 9



    bloco k

    Sobre Bloco K , necessidades, processos envolvido, multas, implantação em ERP e muito mais sobre Bloco K Sped Fiscal

    Gestão de Entregas

    Saiba o que o módulo Gestão de entregas Totvs Protheus pode ajudar a sua empresa no gerenciamento e monitoramento de suas entregas

    Totvs rh

    Saiba das possibilidades que os Sistemas da TOTVS da linha Totvs RH, mais Plataformas de RH com Sistema de Gestão de Recursos Humanos e Integração de Sistemas podem fazer em sua empresa. Fale conosco.